Em mais um confronto com belas jogadas e muito equilíbrio, a balança pendeu para o lado de Rafael Nadal contra Roger Federer. Nesta sexta-feira, pelas quartas de final do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, o tenista espanhol derrotou de virada o rival suíço por 2 sets a 1 – com parciais de 5/7, 6/4 e 6/3 – e avançou às semifinais da competição realizada em quadras rápidas.

Cabeça de chave número 4 e terceiro colocado do ranking mundial da ATP, Nadal passa a ser o maior favorito ao título depois das eliminações do sérvio Novak Djokovic (número 1 do mundo) e do britânico Andy Murray (número 2). O checo Tomas Berdych, sexto pré-classificado e que bateu o escocês nesta sexta, será o próximo adversário do espanhol.

Em Cincinnati, Nadal tenta comprovar mais uma vez que voltou mais forte ainda depois de sua lesão no joelho que o afastou do circuito profissional por mais de seis meses no ano passado. Nesta temporada, além do título em Roland Garros, o espanhol já venceu quatro dos seis Masters 1000 disputados – foi campeão em Indian Wells (Estados Unidos), Madri (Espanha), Roma (Itália) e Montreal (Canadá).

Para Federer, na quinta colocação do ranking mundial da ATP, resta mais tempo para se preparar para a disputa do US Open, o quarto e último Grand Slam da temporada, que começa no próximo dia 26, em Nova York.