O técnico Vanderlei Luxemburgo, do Grêmio, poupou a arbitragem do equatoriano Carlos Vera após a derrota por 3 a 1 para o Millonarios e a eliminação da Copa Sul-Americana. O juiz marcou uma penalidade para o time colombiano já nos acréscimos da partida. Com o terceiro gol, a equipe da Colômbia avançou às semifinais do torneio continental.

No lance do pênalti, o árbitro viu um empurrão de Werley em Martínez. Após o fim do duelo, os jogadores gremistas protestaram contra Vera. “Não vou colocar a culpa na arbitragem. Se foi pênalti ou não foi, o juiz erra e acerta”, limitou-se a responder.

O treinador falou que faltou força ao Grêmio para conseguir segurar a vantagem -o clube gaúcho saiu na frente do marcador e poderia até perder por 2 a 1. Apesar de ter um futuro incerto no Grêmio, pois ainda não assinou a renovação, Luxemburgo citou o longo trabalho de Tite, no Corinthians, como um exemplo a ser seguido.

A equipe gaúcha volta ao gramado no próximo domingo, contra a Portuguesa, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. No Nacional, o clube ocupa a vice-liderança e já garantiu vaga na Libertadores-2013.