Dois dias depois da partida que marcou a aposentadoria de Marcos, o Palmeiras apresentou hoje seu provável goleiro titular para a próxima temporada.

E na chegada, Fernando Prass, 34, ex-Vasco, já avisou que não quer saber de comparações com o antecessor, maior ídolo do clube paulista nos últimos 30 anos.

“Vou ter de saber lidar com isso. Mas não vou substituir o Marcos em lugar nenhum, nem dentro e nem fora de campo. Vou procurar o meu lugar”, falou.

Prass, que obteve na Justiça a rescisão do contrato com o Vasco devido a atraso no pagamento de salários e do FGTS, é o primeiro goleiro contratado pelo Palmeiras desde o paraguaio Gato Fernández, em 1994.

Desde a metade dos anos 1990, a meta do time alviverde sempre foi defendida por arqueiros criados dentro de casa: Velloso, Marcos, Sérgio, Diego Cavalieri, Deola e Bruno.

“Sei dessa tradição que o Palmeiras tem. Mas não é nada anormal contratar um goleiro. Venho para aprender com os que estão aqui e também pretendo passar algumas coisas para eles. Venho de fora, de uma outra escola e tenho outras características.”

O novo goleiro palmeirense, que deve mandar Bruno para o banco de reservas, foi apresentado com a camisa 25 que vai usar no primeiro semestre. Depois da Libertadores, sem limitação de numeração, pretende escolher um número mais alto.

Além de Prass, o clube só fez mais uma contratação para 2013, ano em que vai disputar a Libertadores e a Série B do Brasileiro, o lateral direito Ayrton, que veio do Coritiba.

O técnico Gilson Kleina espera receber pelo menos mais quatro reforços até o início da pré-temporada.