Assim como acontece com Vanderlei Luxemburgo no Palmeiras, o técnico Nelsinho Baptista faz mistério na escalação do Sport para o jogo de quarta-feira, na Ilha do Retiro, pela Libertadores. Nesta terça, o time pernambucano realizou um treino fechado, tentando esconder suas armas do rival palmeirense.

O maior motivo do segredo está no ataque. Nelsinho Baptista tem três jogadores para duas vagas: Vandinho, Wilson e Ciro. Este último é o xodó da torcida do Sport, mas foi para o banco de reservas no clássico contra o Santa Cruz, no último domingo, porque já não vinha tão bem nas últimas partidas, ao contrário de Vandinho, ex-Flamengo, que tem se destacado jogando ao lado de Wilson.

“Tenho boas opções e ainda estou analisando como vou escalar a equipe”, afirmou Nelsinho Baptista, que tem outra dúvida no meio-de-campo. O volante Hamilton sentiu uma contratura na coxa direita e não deve jogar nesta quarta-feira. Andrade é o provável substituto, mas Sandro Goiano também tem chance de aparecer na equipe.

Por outro lado, o capitão Durval tem retorno garantido na zaga do Sport. Recuperado de entorse no tornozelo esquerdo que o deixou afastado por dez dias, ele volta para fortalecer o esquema defensivo do time que ainda não perdeu em 2009: são 22 jogos, com 20 vitórias e dois empates.

Com essa campanha incrível, o Sport já está muito perto de conquistar o tetracampeonato pernambucano. E lidera o Grupo 1 da Libertadores, com seis pontos, depois de vitórias sobre Colo Colo, no Chile, e LDU, em Recife, nas duas rodadas que disputou até agora.