Os resultados dos testes de pré-temporada da Fórmula 1 mostraram a Renault distante das primeiras posições, e a crise financeira mundial já fez a equipe demitir funcionários. Mas para o brasileiro Nelsinho Piquet, um dos pilotos da escuderia, o time da montadora francesa surpreenderá a todos e fará uma boa temporada em 2009.

“A Red Bull parece muito bem, e é claro que a McLaren e a Ferrari também estarão rápidas, porque são as duas principais equipes, com os maiores orçamentos. Mas não acho que nós não ficaremos muito longe deles, isso se não estivermos no mesmo nível. Tenho certeza de que começaremos a temporada em uma situação muito melhor do que fizemos no ano passado”, disse o brasileiro.

Em 2008, a Renault iniciou a temporada longe das primeiras posições. Ao longo do ano, porém, a equipe recuperou-se e conseguiu duas vitórias – ambas com Fernando Alonso, nos GPs de Cingapura e Japão -, além do segundo lugar de Nelsinho em Hockenheim, na Alemanha.

Para o brasileiro, o fato de a equipe ter tido um desempenho abaixo das rivais nos testes não significa muito. “Tem gente usando o Kers nos testes, enquanto outros não usam, os níveis de combustível são diferentes entre os carros, e os pacotes aerodinâmicos também. Então, para ser sincero, o que precisamos fazer é cuidar do nosso carro, analisar possíveis problemas e trabalhar nos acertos. É claro que olhamos para os tempos dos rivais, mas não é algo que nos preocupa.”

A temporada 2009 da Fórmula 1 começa no dia 29 de março, com o GP da Austrália, no circuito do Albert Park, em Melbourne. Em 2008, Nelsinho largou na 20ª colocação e não completou a prova.