Quando a seleção da Alemanha chegou ao sul da Bahia para a fase final de preparação para a Copa do Mundo, no domingo passado, havia dúvidas sobre a presença de Manuel Neuer na estreia no torneio, contra Portugal. Com o passar dos treinos em Santa Cruz Cabrália (BA), no entanto, o goleiro do Bayern de Munique se mostrou recuperado da lesão no ombro direito, o que explica sua animação na entrevista coletiva que concedeu no início da tarde deste domingo na Fonte Nova, onde nesta segunda-feira será disputada a partida contra os portugueses.

Neuer, que disputará sua segunda Copa do Mundo como titular, acredita que sua equipe está preparada para fazer uma campanha ainda melhor do que a de quatro anos atrás, quando a Alemanha foi a terceira colocada. Mas ele disse que só terá certeza disso nesta segunda-feira.

“A nossa preparação foi muito boa, todos nós estamos prontos para fazer uma grande Copa do Mundo”, afirmou o goleiro. “Mas será na estreia que nós teremos uma real noção de onde estamos. Esse jogo será como uma final”, completou.

Como a Alemanha não conquista o título mundial desde 1990 e não ganha um grande torneio desde 1996, quando foi campeã pela última vez da Eurocopa, a pressão pela conquista do troféu é grande, e os jogadores alemães sabem muito bem disso. Segundo Neuer, no entanto, a enorme responsabilidade não pode ser encarada como um problema, mas como um estímulo.

“Nós sabemos que as expectativas na Alemanha crescem à medida em que passamos mais tempo sem conquistar títulos”, admitiu Neuer. “Eu preciso desse tipo de pressão e gosto de disputar campeonatos grandes como a Copa do Mundo. Nós, alemães, sabemos usar as cobranças a nosso favor e é isso o que teremos de fazer neste torneio.”

Diante dos portugueses, Neuer terá à sua frente quatro zagueiros. Além da dupla de zaga, formada por Hummels e Mertesacker, Boateng será improvisado na lateral direita e Höwedes, na esquerda. O goleiro acha essa ideia ótima. “Para mim é muito bom ter quatro zagueiros à minha frente, especialmente porque Portugal tem jogadores de muita qualidade no ataque.”