Cotado para o prêmio de melhor do mundo, Neymar ficou de fora das principais premiações deste ano. Cristiano Ronaldo levou o tradicional Bola de Ouro e prêmio de melhor do mundo concedido pela Fifa tem o português, o argentino Lionel Messi e o francês Antoine Griezmann como finalistas. A ausência nestas premiações não preocupa o atacante brasileiro.

“Estou muito feliz aqui em Barcelona, com a família e o time. Claro que é uma motivação que tenho, ganhar a Bola de Ouro, mas não é algo pelo qual vou morrer”, disse o jogador do Barcelona, em entrevista à liga que organiza o Campeonato Espanhol.

“Eu quero estar feliz e aqui sou muito feliz. Se não ganhar a Bola de Ouro, não tem problema. Eu não jogo futebol para ganhar a Bola de Ouro, jogo para ser feliz. Ganhar o prêmio é consequência do trabalho”, declarou o brasileiro.

Para Neymar, o Bola de Ouro deveria ter ficado com Messi, seu companheiro de time. “Só se pode dar o prêmio a um jogador, e Leo é o melhor, e respeitamos ele. Para mim, é uma grande honra ser companheiro dele no time, dividir o vestiário, os gols e tudo no gramado”, afirmou.

Superado por Cristiano Ronaldo na Bola de Ouro, que neste ano voltou a ser concedido somente pela revista France Football, Messi ainda poderá levar o prêmio de melhor do mundo da Fifa. O nome do vencedor será conhecido no dia 9 de janeiro, em cerimônia a ser realizada em Zurique, na Suíça.