A Fifa confirmou nesta terça-feira que a Nigéria trocou o hotel onde ficará concentrada durante a Copa da África do Sul. Pela mudança, a seleção nigeriana precisará pagar uma penalização – segundo a imprensa local, a multa seria de US$ 125 mil.

O ministro dos esportes nigeriano, Ibrahim Bio, havia questionado o barulho e a segurança do Hampshire Hotel, ao norte de Durban, onde a seleção se hospedaria. Assim, a Nigéria irá para o Protea Hotel Waterfront, em Richards Bay, na costa leste sul-africana.

“Podemos confirmar agora que a Nigéria ficará no Protea Hotel Waterfront, em Richards Bay, com o complexo esportivo Umhlathuzi como local de treino. Mas eles precisarão pagar uma penalidade por quebrar o contrato”, afirmou a Fifa em comunicado.

Este não foi o primeiro problema das seleções com hotéis. Recentemente, Dunga visitou a África do Sul para verificar as reformas no Fairway Hotel, em Randburg, nas proximidades de Johannesburgo. Localizado dentro de um clube de golfe, ele está sendo reformado para acomodar os brasileiros.

A Alemanha também já havia sofrido com problemas, quando o hotel que a abrigará, perto de Pretória, foi questionado pela falta de documentos legais.