Valquir Aureliano
JADEUCERTO (R. Paloma), de propriedade
do treinador Antenor Menegolo Neto,
venceu a prova de abertura de sábado.

Os destaques de sábado, no Tarumã, foram provas reservadas para produtos da geração 2003/2004, com as vitórias de Nina Ballerina e Bocaccio. Com reduzido público, o movimento de apostas mais uma vez foi decepcionante, atingindo a soma de R$ 9.603,00. Apesar de as primeiras corridas se apresentarem com reduzido número de competidores, esperava-se mais.

Apresentamos, a seguir, considerações sobre os oito páreos da tarde de sábado.

Jadeucerto, apresentado por Antenor Menegolo Neto, que também é seu treinador, confirmou na prova de abertura, dirigido com tranqüilidade por Zeferino Moura Rosa. Di Estefani correu na ponta, mas seguido de perto por Jadeucerto, que dominou com autoridade aquele rival, com Roberta Ciranda na posição imediata.

Joy Heaven, bem dirigida pelo aprendiz Marcos Robaldo, ganhou a segunda prova, defendendo a farda do Haras Palmense, sob os cuidados de João Carlindo. Kontinent correu na ponta, mas na reta foi amplamente dominado por Joy Heaven, que defendeu-se do ataque de Umbral Real, com Odish na posição imediata. O favorito London Trip decepcionou.

Best Hour, do Haras Monte Carlo, bem dirigido por Manoel Marques, cumprindo boa atuação venceu o terceiro páreo, sob os cuidados de Olivio Zantedeschi. O favorito Lido de France correu na ponta, seguido de perto por Jangal Khan, que assumiu a ponta, mas no final prevaleceu Best Hour, com Jangal Khan defendendo o segundo, ameaçado por Love a Show.

Ibérico, do Stud Chico City II, preparado por Ricardo Colombo, venceu a quarta prova, sob a direção de Rafael Oliveira. Qualili e Jefacto brigaram pela ponta, mas na entrada da reta foram amplamente dominados por Ibérico, que ganhou muito fácil, com Qualili e Jefacto, pela ordem, nas posições imediatas.

Bocaccio venceu a quinta prova, dominando Miss Champ, que regulou o ritmo da corrida, nos metros finais, com Rambler Boy, sem corresponder na terceira colocação. Bocaccio, do Stud Estrela Energia, venceu sob os cuidados de Jairo Borges e bem dirigido por Valdemir Lemes de Medeiros.

Ahead Again conseguiu bonita vitória na sexta prova, dominando Star Plus, que regulou o ritmo da corrida, nos metros finais, com Hippocrene mais atrasado na terceira colocação. Ahead Again, do Haras Áustria, venceu sob os cuidados de Altair Chioratto e bem dirigida por Rafael Oliveira.

Nouvelle de France venceu atropelando forte na reta de chegada. Conchita Buena correu destacada na ponta, mas esmoreceu na reta de chegada, sendo amplamente dominada por Nouvelle France, que seguiu até o final, com Triângulo evoluindo para segundo, deixando Mr Big Lark na posição imediata. A defensora de César Batista Colaço foi preparada por José da Silva Alves e dirigida por Raphael Paloma.

Nina Ballerina, de criação e propriedade do Haras Cifra, venceu a prova final do programa, bem dirigida por Orlei Ribeiro e apresentada em boas condições por Amilton Aquino Farias. Xara’s Eagle correu na ponta, com Julius e Nina Ballerina na posições imediatas. Na reta, encontrando boa passagem junto à cerca interna, Nina Ballerina dominou Julius, para vencer com facilidade, enquanto Kebuloso terminou na terceira colocação.