Depois de sofrer sete derrotas em sete jogos diante de Rafael Nadal, Kei Nishikori enfim derrotou o espanhol, em duelo encerrado no final da noite desta sexta-feira, e avançou à semifinal do Masters 1000 de Montreal. E a quebra do tabu veio com uma atuação convincente do tenista japonês, que fez valer com autoridade o seu melhor momento no circuito profissional para vencer por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4, em 1h22min.

Atual quarto colocado do ranking mundial, Nishikori se credenciou para enfrentar na próxima fase o vencedor da partida entre o britânico Andy Murray e o francês Jo-Wilfried Tsonga, programada para acabar ainda na madrugada deste sábado. O duelo aconteceria apenas nesta madrugada porque a chuva voltou a atrapalhar a programação de mais um dia de confrontos no Canadá.

Mesmo com a barreira psicológica que o jejum de vitórias sobre Nadal impunha sobre Nishikori, o japonês foi dominante neste oitavo duelo entre os dois. Ele aproveitou as quatro chances que teve na partida para quebrar o saque do espanhol, que só converteu um de três break points, quando já perdia o segundo set por 4/1.

Com 80% de aproveitamento dos pontos que disputou com o seu primeiro serviço, Nishikori assim derrotou sem sustos o atual nono colocado do ranking da ATP, que apenas no ano passado havia superado o rival asiático no Masters 1000 de Madri e no Aberto da Austrália.