Pastor Maldonado fará no próximo domingo, no circuito de Interlagos, em São Paulo, a sua última corrida pela Williams na Fórmula 1. O piloto venezuelano encerrará um ciclo de três anos correndo pela equipe inglesa – que acaba de abrir as suas portas para a chegada de Felipe Massa – e projeta terminar a sua passagem pelo time com uma boa corrida no GP do Brasil.

Maldonado espera poder contar com os fatores climáticos, que geralmente tornam a prova realizada na capital paulista mais emocionante, para ter maiores chances de conquistar um resultado mais expressivo, tendo em vista também as limitações do atual carro da Williams.

“Chuva pesada é também comum (na prova em Interlagos) e se você reagir com rapidez e estiver com o pneu certo na hora certa, você pode ganhar um monte de posições. Este será o meu último GP como um piloto da Williams depois de três temporadas com a equipe. Então será uma corrida emocional, e espero poder ter um bom final de semana e terminar em alta”, disse o piloto sul-americano.

O traçado do circuito brasileiro também foi bastante elogiado por Maldonado, que minimizou o fato de a estrutura de Interlagos ainda estar longe de atingir o nível da dos principais autódromos do calendário da F1.

“O GP do Brasil é uma das mais agradáveis corridas da temporada e sempre fico ansioso para voltar para lá. Ele pode não ter a mesma infraestrutura impressionante de alguns dos circuitos mais recentes, mas a atmosfera é incrível e a pista é muito histórica e, geralmente, torna a corrida muito interessante, assim como proporciona algumas boas oportunidades de ultrapassagem”, destacou.