No mesmo dia em que fará o seu retorno aos gramados em uma partida, Neymar ganhou nesta segunda-feira a alta médica do Barcelona para poder voltar a jogar. Assim, o atacante foi oficialmente liberado para atuar no confronto diante do Léon, do México, a partir das 15h30 (de Brasília), no Camp Nou, pelo Troféu Joan Gamper.

A alta veio 45 dias depois de o jogador ter sofrido uma fratura na terceira vértebra lombar na partida na qual o Brasil bateu a Colômbia por 2 a 1, em Fortaleza, em 4 de julho, e se garantiu na semifinal da Copa do Mundo. Na ocasião, o astro levou uma joelhada nas costas de Zuñiga, no final do duelo, e acabou dando adeus ao Mundial naquele mesmo dia.

Neymar já vinha treinando com o grupo do Barcelona na semana passada, mas apenas agora foi liberado pelo departamento médico do Barça, que também deu alta nesta segunda-feira ao meia Xavi, outro que se recuperava de lesão. Os dois jogadores participaram de um treinamento leve nesta manhã, em atividade que contou com a presença de 21 jogadores do time principal e outros três do Barça B.

Outro grande atrativo do jogo desta segunda-feira no Camp Nou será a presença do uruguaio Luis Suárez, que segue cumprindo punição de quatro meses aplicada pela Fifa por causa da mordida que deu no italiano Chiellini na última Copa do Mundo. Antes afastado de qualquer atividade ligada ao futebol, o atacante teve a sua pena atenuada pela Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), que o liberou para treinar e também para disputar amistosos, como o desta segunda-feira, dia em que ele terá o seu primeiro contato com a torcida do time catalão.

Lionel Messi, que retornou aos treinos recentemente após defender a Argentina na Copa do Mundo, é outro que estará em campo diante do León.