Depois do vexame no Mundial de África do Sul, quando foi eliminada na primeira fase sem uma vitória sequer, a França resolveu tomar medidas duras. A Federação Francesa de Futebol anunciou nesta sexta-feira que nenhum dos 23 jogadores que estiveram na Copa será chamado para o primeiro amistoso da seleção depois da competição. A princípio, a punição valerá apenas para o jogo contra a Noruega, em 11 de agosto, em Oslo, cuja convocação será no dia 5.

Novo técnico da seleção, Laurent Blanc foi contratado para substituir Raymond Domenech após o vexame na Copa. E uma de suas primeiras medidas foi pedir autorização para aplicar essa punição aos 23 jogadores presentes no Mundial da África do Sul, o que a Federação Francesa aprovou nesta sexta-feira. Assim, a França terá um grupo totalmente novo, durante o amistoso contra a Noruega, para iniciar a sua reformulação.

Ao sair do prédio da Federação Francesa, em Paris, Blanc não quis comentar a punição. Mas a medida é uma clara reação ao comportamento dos jogadores durante a Copa. Além dos péssimos resultados, a França viveu uma crise interna na África do Sul, quando Domenech resolveu afastar o atacante Anelka após ser ofendido por ele. Em represália, os demais atletas do grupo chegaram a se recusar a treinar, o que provocou até um debate político no país.

Agora, com a punição aos 23 jogadores presentes na Copa, Blanc terá ainda mais espaço para começar a renovação da seleção francesa. E ele precisará ser rápido, pois seu primeiro compromisso oficial já será no dia 3 de setembro, quando acontece o jogo contra a Bielo-Rússia na abertura das Eliminatórias da Eurocopa de 2012.