A diretoria do Paraná espera anunciar no começo da semana a contratação do novo treinador. Wágner Lopes, Netinho e Jorginho são os mais cotados para substituir Milton Mendes, que deixou o comando técnico da equipe após a eliminação no Campeonato Paranaense.

Netinho é o preferido do parceiro Marcos Amaral e conversas voltaram a ocorrer ontem. O treinador está em Curitiba e tem amplo conhecimento do elenco paranista até pela observação realizada no Campeonato Paranaense. Conta ainda a favor a possibilidade de ter no grupo jogadores que estavam no Rio Branco de Paranaguá e deverão jogar pelo Paraná como Anderson Rosa, o lateral Fabinho Alves e os meias Bismarck e Rafael Chorão.

O nome de Jorginho “Cantinflas” surgiu ontem nos bastidores e pessoas ligadas ao treinador confirmaram o interesse. Em entrevista a Tribuna 98, o treinador admitiu a procura, mas algo simples. “Uma pessoa próxima indicou o meu nome somente. Não teve conversa e neste momento não tem nada. Seria um prazer comandar o Paraná até porque gosto da cidade e admiro o clube”, avaliou ele, que trabalhou pouco tempo no Atlético em 2012.

Questionado sobre o trabalho caso venha a ser treinador do Paraná, o ex-comandante de Atlético e Náutico deixou claro que espera um elenco qualificado. “Temos que ter um time competitivo e forte. As competições são duras e o Paraná precisa estar bem”, finalizou Jorginho.

Se ninguém for contratado nos próximos dias, o treinador que irá comandar o time na Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro da Série B, Ednelson Silva é o responsável pelos trabalhos de campo. A preparação física continua a cargo de Gustavo Gomes.   Paraná joga somente no dia 10 de abril contra o São Bernardo na Vila Capanema, jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil.