Willians vai marcar para que Edu Sales ataque.

Cada jogo é uma prova. Desta vez, o Coritiba entra em campo para confirmar (ou não) se tem elenco, fator decisivo no longo campeonato brasileiro – a partida de hoje, contra o Vasco, às 16h, no Couto Pereira, é apenas a nona da competição. Sem três dos jogadores mais importantes do time, o técnico Paulo Bonamigo espera a superação dos reservas na nova formatação tática, buscando retomar o caminho de vitórias.

As ausências da equipe são particularmente preocupantes para Bonamigo. O goleiro Fernando (que foi operado do joelho ontem) era titular havia um ano, sem perder nenhuma das 51 partidas que o Cori disputou no período. Tcheco (suspenso por mais dois jogos) é o termômetro da equipe, e Jackson (também suspenso) é, hoje, o único articulador do time.

Os problemas fazem o Coritiba ter quatro mudanças de peças em relação ao time que perdeu para o Grêmio. A mais esperada delas acontece no gol, já que Fernando Vizotto – apesar de estar no clube há seis meses – faz sua estréia. “Ele tem qualidades para jogar e permanecer na equipe”, comenta o preparador de goleiros Cassius Hartmann. Na ala-direita, entra Maurinho no lugar de Pepo, que estava improvisado. Segundo Bonamigo, é a hora de um especialista jogar na posição, evitando inclusive que o prata-da-casa se ?queime?.

No meio-campo estão alterações profundas. No lugar de Tcheco, joga Willians – e com ele entra uma teoria que, em primeira análise, não se encaixa com a necessidade de vitória do Coritiba. O pensamento é reforçar a marcação para que a equipe tenha o controle do jogo – e, por conseqüência, possa se lançar ao ataque. “Isso faz com que os três da frente participem mais do jogo”, resume o treinador.

Os “três” são Lima, Marco Brito e Edu Sales – Brito, em tese, é o substituto de Jackson. Bonamigo tem consciência que terá em campo três atacantes e nenhum armador – e por isso ele espera a presença ofensiva de Adriano e a aproximação de Roberto Brum. O “Senador” também terá a incumbência de buscar a linha de fundo, para auxiliar Maurinho. “Ele tem um bom cruzamento e isso pode ser fundamental”, comenta Bonamigo, que sabe que, para toda a teoria preparada para o jogo dar certo, precisa de uma ajuda. “Quem vai resolver a partida são os jogadores, e eu tenho confiança na capacidade deles”, finaliza.

Desfalcado

O Vasco, que já perdera Marcelinho, perdeu Edmundo. O “Animal” foi vetado ontem pelo departamento médico e também não enfrenta o Cori. As ausências permitem que o técnico Antônio Lopes faça uma das coisas que mais gosta – criar mistério. Ele só define a equipe momentos antes do jogo, mas deve escalar Léo Lima no meio e Souza no ataque.

CAMPEONATO BRASILEIRO
CORITIBA x VASCO

Coritiba:

Fernando Vizotto; Maurinho, Odvan, Edinho Baiano e Adriano; Reginaldo Nascimento, Willians, Roberto Brum e Lima; Edu Sales e Marco Brito. Técnico: Paulo Bonamigo

Vasco:

Fábio; Russo, Wescley, Wellington Paulo e Wellington Monteiro; Da Silva, Rodrigo Souto, Léo Lima e Danilo; Marques e Souza (Anderson). Técnico: Antônio Lopes

Súmula

Local: Couto Pereira
Horário: 16h
Árbitro: Cléber Wellington Abade (SP)
Assistentes: Marinaldo Silvério (SP) e Giovani César Cansian (SP)