Ícones das conquistas do ouro nos Jogos Olímpicos de Barcelona/92 e Atenas/2004, Marcelo Negrão e Nalbert estão sentindo na pele as dificuldades da escolha de deixar as quadras e iniciar carreira na praia. Nalbert, que sonhava em disputar a Olimpíada de Pequim, em 2008, admite que a meta é difícil de ser realizada, apesar de estar satisfeito com o desempenho no primeiro ano. Já Negrão entrou no circuito nacional apenas em agosto e quer estar entre as cinco melhores duplas do Brasil.

Sobre a possibilidade de retornar à seleção, Nalbert desmente: ?Eu não disse nem meia frase sobre isso, e já cheguei a ter problemas com meu patrocinador (AGF Seguros). Meu foco é na praia, é pensar nas próximas competições, e por isso não falo mais sobre esse assunto?.

O jogador tratou de afastar qualquer possibilidade de tentar ir a Pequim pelo vôlei indoor, como fizeram Tande e Giovane em Sydney/2000. ?Eu jamais faria o que eles fizeram. Essa história de abandonar a praia a dois meses da Olimpíada para voltar a jogar na quadra não pode.?