O destaque da tarde de sábado, em Cidade Jardim, Grande Prêmio General Couto de Magalhães, prova de percurso mais longo do turfe paulista, realizado na distância de 3.218 metros, em pista de grama, foi vencido por Obliquo, um filho de Know Heights e Pituna (Itajara) de criação do Haras Ponta Porã, que defendeu as cores do Stud Dharma, apresentado por V.S. Lopes e dirigido por V. Leal, assinalando 3?29?968 para os 3.218 metros, em pista de grama. Nivarnesco formou a dupla, completando o marcador, pela ordem, Lord Of Tijucas (Haras Tijucas do Sul), Jotabe Clarck e Smashing.

Três vitórias daqui

Três animais que foram apresentados por treinadores radicados no Tarumã venceram, na tarde de sábado, em São Paulo.

Blessed Maid, uma filha de Belo Colony, de criação e propriedade do Haras Gralha Azul, venceu a prova de abertura apresentada por Amilton Aquino Farias e dirigida por Altair Domingos. Jilema formou a dupla, completando o marcador Light Green, Amy Lark e Tan Tan.

A segunda prova, como era de se esperar, marcou mais uma vitória do excelente Oguna Sato, um filho de Fron Carson City, de criação do Haras Ponta Porã, defendendo a farda do Stud Aparício treinado no Tarumã por João de Souza Arruda. Dá-lhe Magical (Haras Clemente Moleta) formou a dupla, com Azul da Cor do Mar na terceira colocação.

Palpitante, de criação e propriedade do Haras Cifra, confirmando seu favoritismo, foi o vencedor do quinto páreo marcando a segunda vitória do treinador Amilton Aquino Farias, derrotando Dama Exílio, com Azul da Cor do Mar na terceira colocação.