Dias depois de Londres inaugurar o laboratório que realizará um número recorde de exames antidoping durante a Olimpíada, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, afirmou que espera casos positivos durante o evento. Ele classificou como ingênuas e enganosas as esperanças de que os Jogos Olímpicos de 2012 terminem sem nenhum esportista pego por uso de substâncias ilegais.

“Tivemos casos positivos em todas as Olimpíadas desde que começamos a fazer os testes. Dizer que não haverá casos positivos seria ingênuo e enganoso. Espero que seja o caso, mas a realidade me diz que devemos ter”, afirmou o dirigente, em declaração à rede britânica BBC. Rogge ainda exaltou e elogiou os esforços do Comitê Organizador na luta contra os atletas dopados.

Localizado na área metropolitana de Londres, o laboratório oficial dos Jogos Olímpicos vai fazer um número recorde de exames durante o evento: 6250 amostras serão analisadas, com uma média de 400 por dia. O local vai funcionar 24 horas durante todos os dias do evento. “Fizemos tudo o que é humanamente possível em Londres para minimizar os casos de doping”, apontou Jacques Rogge.