O Paraná estreia no Campeonato Brasileiro da Série B amanhã, diante do Sampaio Corrêa, às 19h30, em São Luís. A diretoria não quis confirmar quem estará comandando o time, mas pelo discurso otimista e a vontade de mostrar bom exemplo, Oliveira deve assumir o posto no banco de reservas. “A idéia é chegar e conversar com o Luciano Gusso. Isto mostra comprometimento aos jogadores porque é cômodo ficar em uma cabine caso o resultado não apareça”, alertou o novo comandante.

Claudinei conhece boa parte do elenco e não terá dificuldades em se adaptar. Atletas como Giancarlo, Lúcio Flávio e Marcos são expoentes do grupo e a experiência de ter trabalhado com grandes jogadores no Santos e Goiás irão ajudar o treinador a dar os primeiros passos. “São grandes jogadores e hoje encontrei o Gustavo (zagueiro). Temos muita qualidade e espero que, juntos, possamos colocar o Paraná na situação em que o clube merece estar, que é dentro da Série A”, ressaltou Oliveira.

Quanto à preparação para o jogo contra o Sampaio Corrêa, Luciano Gusso treinou a equipe esta semana em duas movimentações, e hoje em São Luís, finaliza a preparação já com olhares do novo treinador. O principal desfalque para o jogo é Paulinho Oliveira. O jogador sentiu uma lesão na coxa esquerda e sequer viajou com a delegação. O substituto será definido no treinamento desta quinta-feira e Henrique estaria sendo o mais cotado.

O provável time terá Marcos, Rodrigo Mann, Brinner, Anderson Rosa e Breno; Cambará, Edson Sitta, Henrique e Lúcio Flávio; Paulinho e Giancarlo.

Reforços

O Paraná não encerrou o ciclo de contratações para o Campeonato Brasileiro – e atletas do Maringá, vice-campeão estadual, foram oferecidos. Gabriel Barcos, Serginho Paulista, Léo Maringá e Max podem pintar na Vila.