Quarto colocado no Paranaense 2011 e invicto há três jogos, o Operário, em tese, pegou no embalo, mas agora precisa mostrar que pode voltar a vencer no Germano Kruger, hoje, às 19h30, diante do Paranavaí.

Para que o Fantasma pudesse jogar no Germano Kruger, a partida foi antecipada pela Federação Paranaense de Futebol. O laudo de vigilância sanitária da casa do Operário vence hoje e uma nova vistoria terá de ser feita para que o clube jogue em Ponta Grossa nos seus próximos compromissos.

A única vitória em casa do Operário foi contra o Atlético. Nos demais jogos, derrotas para Arapongas e Coritiba na Vila Oficinas. Para convencer seus torcedores, o treinador Hamilton Oliveira poderá contar com o atacante Mateus, poupado da partida contra o Roma no meio da semana. Quem também volta é o volante Serginho Paulista, expulso na vitória contra o Rio Branco.

Bronca

Ao auxiliar o Operário, a FPF criou um grande empecilho ao Paranavaí. Na quarta-feira, quando o Vermelhinho se preparava para voltar pra casa, depois do empate com o Paraná, o clube foi informado da antecipação da partida em Ponta Grossa.

Para evitar um maior desgaste, o ACP correu contra o tempo. “O difícil foi programar nova reserva de hotel, ônibus, local pra treinamento, etc.. Fazer o quê?”, lamentou o diretor Lourival Furquin.