No primeiro jogo ?pós-bruxo? pela Série Prata do Campeonato Paranaense, o Operário teve fraca atuação. O Fantasma, pivô das suspeitas envolvendo a arbitragem da competição, perdeu por 3 x 1 para a Portuguesa Londrinense e desperdiçou a chance de garantir o primeiro lugar do Grupo A. O jogo, realizado ontem à tarde, em Londrina, foi conturbado.

Aos 18 minutos do primeiro tempo, quando a partida ainda estava 0 x 0, os jogadores do Operário reclamaram bastante de um pênalti não marcado pelo árbitro Nilo Neves de Souza Júnior. Depois disso a Lusinha, mesmo com grande parte do time formado por juniores, se impôs e construiu o placar com gols de Tom (2) e Isonete. O veteraníssimo meia Carlos Alberto Dias descontou para o Operário.

Quase no final da partida, jogadores das duas equipes iniciaram uma confusão e trocaram empurrões. Atletas do time de Ponta Grossa contaram mais tarde que os adversários provocaram, dizendo que o placar do jogo de ida entre os times (4 x 1 para o Operário) só foi possível porque o árbitro estava comprado.

O Fantasma é investigado pelo Tribunal de Justiça Desportiva desde que o dirigente Silvio Gubert falou ao canal por assinatura ESPN Brasil que existe esquema de corrupção na arbitragem, gerenciado por um certo ?Bruxo?. Ouvido pelo TJD, Gubert negou ter feito tais acusações e classificou as declarações como um ?mal-entendido?.

Com o resultado, o Operário (31 pontos), agora precisa vencer o lanterna Kashima, na próxima quarta-feira, para ficar em primeiro lugar no Grupo A. Os outros dois times classificados do grupo são o Prudentópolis (29) e a Platinense (28), que garantiu a vaga ontem ao empatar em 1 a 1 com o Araucária (23).

A última vaga para a segunda fase será disputada entre o Araucária e o Arapongas (24), que perdeu de 1 x 0 para o São José. O Arapongas enfrenta o Prudentópolis em casa e o Araucária recebe o Real Brasil.

Pelo Grupo B, encerrado na semana passada, se classificaram Cascavel, Umuarama, Galo Maringá e Toledo. Os oito sobreviventes serão divididos na segunda fase em dois quadrangulares, que levarão dois times cada para as semifinais. Os dois melhores da Série Prata disputam a divisão de elite do Campeonato Paranaense em 2006.