O Operário, de Ponta Grossa, começa a decidir o seu futuro na Série contra o Santa Cruz, terceiro colocado do Grupo A da competição, no Estádio do Arruda, no domingo (19), às 17h, com possível transmissão pelo site da CBF. O adversário foi definido no último sábado, quando o Fantasma foi superado pelo Botafogo-SP na tabela de classificação após perder por 1×0 para Luverdense.

O time de Ponta Grossa terminou com a mesma contagem do Botinha, mas com oito gols a menos de saldo. Nos outros confrontos das quartas de final, o Bragantino encara o Náutico, o Cuiabá pega o Atlético-AC e o Botinha pega o Botafogo da Paraíba. Se passar às semifinais, o Fantasma enfrenta o vencedor da disputa entre Náutico e Bragantino.

A boa campanha da equipe da região dos Campos Gerais pode garantir mais um paranaense na Segundona, o que aumentaria a representatividade do Estado no cenário nacional do futebol. Atualmente, Londrina e Coritiba estão nessa divisão e Atlético e Paraná Clube na Série A.

Depois de um início meteórico na competição, que projetava a equipe como o melhor paranaense nas disputas nacionais levando-se em conta todas as divisões, o Fantasma deu uma desacelerada nas últimas rodadas. Além da derrota pra equipe mato-grossense, o time empatou com três seguidas, com o Cuiabá, com o Botafogo e com o Bragantino. A última vitória, por 1×0, foi no dia 14 de julho, contra o Tombense.

Enquanto aguarda a definição das datas e horários das duas partidas das quartas de final, o técnico Gerson Gusmão ameniza os efeitos dos últimos jogos sem vencer. “Foi uma sequência ruim, contra adversários difíceis. O que temos que olhar é a pontuação final. Criamos essa gordura, atingimos o objetivo, isso para mim é o que importa. Agora é nova etapa, vida nova, fase eliminatória. Vamos nos preparar para buscar esse acesso.”, afirmou em entrevista coletiva.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!