O atacante Keirrison foi apresentado oficialmente nesta segunda-feira, no CT Rei Pelé, como novo reforço do Santos. Contratado por empréstimo junto ao Barcelona até 31 de julho de 2011, o jogador revelou os motivos que o fizeram deixar o futebol europeu e voltar a atuar no Brasil.

“Optei em vir para o Santos pelo projeto, diretoria e presidente. O clube faz um trabalho fantástico desde janeiro, por fruto de todos: atletas e comissão técnica. Vejo que o Santos, hoje, conseguiu criar uma família. Tem pessoas que estão lá, como o (técnico) Dorival (Júnior), com quem terei o prazer de voltar trabalhar. Vou crescer aqui”, afirmou Keirrison, que foi dirigido pela atual treinador santista quando atuava pelo Coritiba, em 2008.

Para trazer o atacante de volta ao Brasil, o Santos precisou negociar com a Fiorentina, clube para o qual o jogador estava emprestado e com quem ainda tinha contrato de um ano, e com o Barcelona, que detém os direitos federativos de Keirrison. Pela negociação, o time da Baixada Santista apenas assumiu o compromisso de pagar os salários do atleta e contratou um seguro contra lesões que poderão ser sofridas por ele.

O esforço santista foi reconhecido por Keirrison nesta segunda-feira. “Primeiro eu quero agradecer a Deus por estar aqui de volta ao Brasil. Agradeço pelas palavras do presidente do clube e pela diretoria, que fez de tudo para eu estar aqui”, ressaltou o atleta, que lembrou do orgulho de usar a camisa que um dia já foi vestida pelo maior jogador de todos os tempos. “É uma honra vestir essa camisa que foi de Pelé”.

SEM ARREPENDIMENTO – Keirrison garantiu também que não se arrependeu por ter deixado o Palmeiras e o futebol nacional ainda muito jovem, logo depois de se destacar pelo Coritiba no Campeonato Brasileiro de 2008, quando foi um dos artilheiros da competição e eleito a maior revelação do torneio nacional. “Eu sempre procuro tomar decisões pensando muito bem. Fiz um 2008 maravilhoso. Com 18 anos eu fui artilheiro do Brasil. Num campeonato tão difícil, não é fácil você ser o artilheiro”, disse Keirrison, ressaltando que a proposta que recebeu do Barcelona “era irrecusável”.

O novo reforço chega como grande nome para substituir o atacante André, que foi negociado junto ao Dínamo de Kiev, da Ucrânia, e irá se despedir do Santos depois de disputar as finais da Copa do Brasil, contra o Vitória.

Além de defender a Fiorentina, sem sucesso, Keirrison não foi feliz no Benfica, de Portugal, outro clube para o qual o Barcelona emprestou o jogador. De volta ao Brasil, ele espera recuperar o futebol de quem também foi vice-artilheiro do Campeonato Paulista de 2009, com 13 gols marcados. O jogador, porém, não teve o desempenho que era esperado pela torcida palmeirense e saiu do clube sem nenhum título. Agora, no Santos, tem nova chance de provar que não é só uma promessa.