No duelo entre as melhores equipes, o Sollys/Osasco (SP) reassumiu a liderança da Superliga Feminina de vôlei. Nesta sexta-feira, a equipe da Grande São Paulo derrotou o Pinheiros/Mackenzie (SP) por 3 sets a 0, no ginásio do Pinheiros, e voltou ao primeiro lugar após a 7.ª rodada do returno da competição. As parciais foram de 25/18, 25/20 e 25/19.

Com a vitória, o Osasco iguala a campanha do Pinheiros – os dois times têm 19 jogos disputados cada um e somam 35 pontos, com 16 vitórias e três derrotas. A diferença está no set average (divisão dos sets vencidos pelos perdidos). O Osasco tem média de 3,188, enquanto que o Pinheiros, de 2,550.

O destaque da partida foi a atacante Natália, do Osasco. A oposto, de 20 anos, foi a maior pontuadora do duelo com 18 acertos – 14 no ataque, três no bloqueio e um no saque. Pelo Pinheiros, a ponteira Juliana Costa, com 12 acertos, foi quem mais marcou.

“Consegui jogar bem com a ajuda de todo o time. Nós estávamos vindo de uma derrota para o Minas e de uma vitória diante do Mackenzie. Esse resultado é bom para elevar a moral do time. Além disso, vencer o Pinheiros por 3 sets a 0 é sempre bom. Elas foram campeãs do Paulista em cima de nós e, no turno desta Superliga, tínhamos vencido de forma sofrida, por 3 sets a 2. Por isso, ganhar com esse placar é muito bom”, avaliou Natália.

A central Thaissa lembrou que a alegria foi o segredo do resultado positivo do Osasco. “Estávamos devendo uma boa atuação contra o Pinheiros/Mackenzie. No Campeonato Paulista, fizemos uma série de partidas ruins contra elas. Estávamos devendo isso para nós mesmas. O segredo da vitória de hoje foi jogar com alegria”, disse a campeã olímpica.