Oscar tinha tudo para ser a estrela do Internacional na primeira partida da final do Campeonato Gaúcho. Voltava de quase 50 dias sem jogar e era o único titular do setor ofensivo. Em campo no Estádio Centenário, chamou a responsabilidade e fez o que dele se esperava. Marcou o gol de empate em 1 a 1 com o Caxias, chorou na comemoração, e permitiu que o Inter jogue por uma vitória simples no jogo de volta, domingo que vem, no Beira-Rio.

Com o Internacional desfalcado de seis jogadores (Dátolo, D’Alessandro, Dagoberto, Kléber, Damião e Rodrigo Moledo), o Caxias foi quem começou melhor. Tanto que abriu o placar aos 43 minutos. Fabinho, surpresa na escalação, puxou contra-ataque para Matheus chutar no canto esquerdo alto de Muriel e fazer 1 a 0.

Discreto no primeiro tempo, vítima da falta de ritmo de jogo, Oscar cresceu na segunda etapa. Aos 11 minutos, ele recebeu de Jajá, invadiu a área e bateu no canto direito para deixar tudo igual. Na comemoração, chorou e desabou no campo, recebendo o apoio dos companheiros.

Antes de pensar na segunda partida da decisão do Campeonato Gaúcho, o Inter se preocupa com a Copa Libertadores. Na próxima quinta, no Rio, a equipe colorada pega o Fluminense por uma vaga nas quartas de final. O rival carioca vem embalado. Goleou o Botafogo por 4 a 1 neste domingo.