Para vencer o Corinthians, por 1 a 0, quarta-feira à noite, no Maracanã, o Botafogo contou com um gol decisivo, já no finalzinho, marcado por uma de suas estrelas. Mas não foi Seedorf, que fez uma partida apagada, e sim o jovem Hyuri. Recentemente contratado junto ao Audax-RJ, ele chegou a General Severiano como desconhecido e agora já aparece como um dos ídolos da torcida.

“Fico feliz pela maneira como tudo está acontecendo, com o Hyuri fazendo seu terceiro gol, hoje (quarta) um gol decisivo, que nos deu os três pontos. Um menino que vimos no Campeonato Carioca, passava desapercebido, e de repente veste a camisa do Botafogo, conquistando a torcida de forma veemente. Não tenho como esconder que estou muito feliz com isso. É uma tacada de 100% e me alegra muito”, disse, satisfeito com a descoberta, o técnico Oswaldo de Oliveira.

O treinador também salientou a importância de o Botafogo ter conquistado uma vitória sobre uma das forças da competição mesmo sem contar com um grande atuação do seu principal jogador, mostrando a força do grupo.

“É muito bom do ponto de vista moral, dá confiança da tranquilidade. A qualidade dele (Seedorf) é inegável. É inegável que há uma mobilização muito grande em torno dele. Quando a gente consegue uma vitória independentemente da qualidade do Seedorf é muito saudável para o time”, elogiou Oswaldo.

Mas, para o técnico alvinegro, isso não significa que Seedorf tenha feito uma partida abaixo da crítica. “Qualquer jogador passa por dias menos felizes, mas acho que jogou bem. Fez bem a função que combinamos, atraiu a marcação para um lado do campo e continuou um jogador sendo fantástico. Só não serviu nem fez nenhum gol, mas teve uma participação boa e colaborou como um dos grandes destaques da partida.”