Oswaldo de Oliveira recuou nesta terça-feira e decidiu levar o atacante Gabriel Jesus para o jogo do Palmeiras contra o Santos, quarta, na Vila Belmiro. O técnico, que havia descartado levar o jovem jogador para o clássico logo após a partida contra o Bragantino, mudou de ideia por causa da lesão de Rafael Marques.

O comandante palmeirense inicialmente disse que iria colocá-lo no banco porque Rafael Marques estava machucado, com dores no tornozelo direito. Entretanto, admitiu em seguida que iria levá-lo para campo independentemente da lesão.

“Vou levá-lo. Mudei de ideia. Houve uma contusão inesperada e vou levar. Ele reagiu bem no jogo de domingo (contra o Bragantino) e, mesmo que não houvesse essa contusão, o Rafael está com o tornozelo dolorido. Acredito que, independentemente disso, ele iria para o jogo”, explicou.

Quanto a Valdivia, o treinador deixou claro que quer contar com o meia, que negocia renovação de contrato. “Já falamos bastante do Valdivia. Ele é um jogador do clube e estamos ansiosos pela recuperação dele. Claro que a gente sabe que ele tem uma situação contratual para ser resolvida. Ele já manifestou a vontade de permanecer”, disse o treinador.

Após insistentes perguntas sobre o chileno, mais uma vez Oswaldo mostrou estar incomodado com a situação. “A gente vai ficar falando de hipóteses. Quero que ele renove, mas falar disso agora é irrelevante. Temos um clássico logo mais. A minha expectativa do ponto de vista técnico é que ele faça parte do elenco, porque ele tem uma qualidade excelente”, finalizou o treinador.

A equipe do Palmeiras deve ser a mesma que o torcedor se acostumou a ver nos últimos jogos, exceto na partida contra o Bragantino, quando vários titulares foram poupados. O time deve ser formado por Fernando Prass; Lucas, Tobio, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel, Arouca, Robinho, Allione e Dudu; Cristaldo.