O meia Alex Oxlade-Chamberlain se mostrou feliz pela ameaça de seu corte ter sido totalmente descartada agora que a Inglaterra já estreou na Copa do Mundo – perdeu no sábado para a Itália, por 2 a 1, em Manaus. O jogador do Arsenal teve uma lesão no ligamento medial do joelho direito no dia 4, em amistoso com o Equador, e correu risco de ser substituído no elenco do técnico Roy Hodgson, mas agora se diz “muito contente” com o progresso da recuperação.

“Não há nada certo, não sei dizer quando eu vou poder estar de volta. Só sei que estamos muito otimistas e vamos continuar trabalhando para isso”, afirmou o atleta neste domingo, na concentração inglesa no Rio. Ele não viajou a Manaus porque ainda não está pronto para jogar, portanto não participou da partida de estreia de sua seleção.

“Pelo momento em que a lesão aconteceu, eu certamente temi pelo pior. Mas, logo após o resultado do exame sair, o médico estava muito feliz com o que viu, considerando que poderia ser muito mais grave”, disse Chamberlain. “Cruzei os dedos durante os 25 minutos da ressonância magnética. Não conseguia mais senti-los quando acabou”, contou o jogador de 20 anos, estreante em Mundiais.

O próximo jogo da Inglaterra será na quinta-feira, contra o Uruguai, em São Paulo, na partida dos desesperados no Grupo D – a seleção sul-americana perdeu por 3 a 1 da Costa Rica no sábado. A equipe costa-riquenha será a última adversária inglesa na primeira fase, no dia 24, em Belo Horizonte.