O boxeador do Sri Lanka Manju Wanniarachchi foi confirmado nesta segunda-feira como o quinto caso de doping dos Jogos da Commonwealth, que aconteceram entre os dias 3 e 14 de outubro, na cidade de Nova Délhi, na Índia.

Medalhista de ouro no boxe, entre os pesos galo (até 56kg), Manju Wanniarachchi venceu o galês Welshman Sean McGoldrick, no dia 13 de outubro, na final, por pontos. No entanto, sua amostra de urina testou positivo para o uso de nandrolona, uma substância proibida.

O atleta já foi notificado do caso e terá até o dia 4 de novembro para responder formalmente sobre a acusação. Caso a contraprova de Wanniarachchi teste novamente positivo, o boxeador deverá ter seu resultado anulado, o que faria com que ele perdesse a medalha de ouro, que seria dada a McGoldrick.

Antes do lutador do Sri Lanka, quatro casos de doping haviam sido confirmados nos Jogos da Commonwealth. Três nigerianos, Folashade Abugan, Samuel Okon e Osayomi Oludamola – que perdeu a medalha de ouro dos 100 metros – foram flagrados. O outro caso de doping foi da indiana Rani Yadav.