Para Charles Saldanha, promessa é dívida. O padrasto e treinador do surfista Gabriel Medina havia prometido que, caso o garoto fosse campeão do mundo, ele tomaria refrigerante, comeria carne vermelha e faria uma tatuagem. “Pode parecer fácil para qualquer um, mas não para o Charles, que tem pavor de agulha e não come churrasco”, contou Simone, mãe de Gabriel, na época que ele fez a revelação, quando ainda estava sendo realizada a etapa de Peniche, em Portugal, do Circuito Mundial de Surfe.

Agora, com Medina campeão do mundo, após o título conquistado na última etapa em Pipeline, no Havaí, Charles teve de pagar a promessa e fez uma tatuagem no antebraço. Logo após a etapa havaiana, ele havia dito que ainda iria pensar no desenho. “Muita gente está brincando dizendo que vou fazer apenas um ponto. Mas não quero um ponto final, prefiro três pontinhos”, disse, rindo, antes de revelar a ideia. “Será algo relacionado ao título, com certeza”.

Após a proeza de Medina, que se tornou o primeiro brasileiro campeão mundial de surfe na elite, Charles tomou coragem e desenhou no antebraço a taça do título e escreveu “Medina”. Um dia antes, já havia comido o churrasco prometido. Também bebeu o refrigerante da marca de uma das patrocinadoras de Medina logo na primeira entrevista do atleta no Brasil, no retorno do Havaí. “Estou cumprindo a promessa. Isso aqui não é nada perto do que você se esforçou”, disse Charles para Gabriel, enquanto era filmado pelo enteado/filho.

A próxima temporada do Circuito Mundial de Surfe começa em 28 de fevereiro em Gold Coast, na Austrália. Essa etapa foi vencida no ano passado pelo brasileiro e ele tentará defender o título começando com vitória. Para isso, o garoto de 21 anos retorna aos treinamentos na praia de Maresias, em São Sebastião (SP), na próxima semana e depois ainda parte para o Havaí para continuar sua preparação nas fortes ondas do arquipélago.