Jorge Horácio Messi, pai do craque do Barcelona, rejeitou a acusação de sonegação fiscal, nesta quinta-feira, e disse estar “tranquilo”, horas após ser indiciado pela justiça espanhola ao lado do jogador Lionel Messi.

“Estamos muito tranquilos porque nós nunca deixamos de pagar os impostos”, afirmou Jorge, em entrevista à rádio espanhola Cope. “Há uma diferença de opinião entre eles [Justiça] e nossos assessores financeiros. Posso garantir que nós pagamos anualmente uma cifra com pelo menos seis zeros”.

Pai e filho foram indiciados porque o juiz de instrução de Gava, nas cercanias de Barcelona, onde reside Messi, aceitou a denúncia apresentada pelo Ministério Público, apresentada no dia 12 de junho. A acusação é um procedimento comum no sistema judicial espanhol. A partir de agora, pai e filho estão sob investigação judicial.

Na ação, de 13 páginas, a promotora Raquel Amado disse que Jorge Horácio Messi montou uma sociedade quando seu filho era menor de idade para “fugir da obrigação tributária” pela exploração dos seus direitos de imagem.

O pai de Messi confia em um acordo para evitar uma eventual punição. “Eu sei que haverá um acordo, mas o que me incomoda são certas notícias publicadas, uma campanha de difamação que gera expressões generalizadas de ódio. Isso é muito cruel, mas já sabemos o que vamos fazer quando tudo isso acabar”, declarou.