O Palmeiras assinou contrato de 30 anos com a WTorre Empreendimentos Imobiliários para reformar e ampliar o Estádio Palestra Itália. A parceira irá injetar R$ 250 milhões para a realização do projeto, assinado pela Amsterdam Arena Advisory, proprietária da Amsterdam Arena, na Holanda, e que desenvolveu o conceito do revolucionário Estádio Olímpico de Pequim, conhecido como Ninho de Pássaro.

Conforme nota da WTorre, o projeto da arena multiuso do Palmeiras já está aprovado pela Prefeitura de São Paulo e tem sua conclusão prevista para o final de 2009. O Palmeiras pretende ser a segunda sede de jogos da Copa do Mundo de 2014 da cidade de São Paulo e abrigar uma das semifinais do Mundial.

O estádio terá capacidade para 42 mil pessoas, para eventos de futebol, a até 60 mil pessoas, em eventos múltiplos, e atenderá integralmente às exigências do caderno de encargos da FIFA – transportes coletivos (duas estações de metrô, Barra Funda e Sumaré, além de trem metropolitano e ampla rede de ônibus ), segurança, acessos, estacionamento e suporte à imprensa.

Além do estádio de futebol coberto (com teto retrátil e lugares marcados e cobertos), o complexo irá contar com um auditório modular que comportará entre 500 e 2 mil pessoas e um anfiteatro modular para receber eventos de 2 mil a 10 mil pessoas. Serão mais de 250 camarotes, quatro restaurantes e lanchonetes.