O Palmeiras voltou a tropeçar diante de sua torcida nesta quarta-feira. Dessa vez, o time foi derrotado pelo vice-líder Santo André por 3 a 1, pela 12.ª rodada do Campeonato Paulista. O revés fez o goleiro Marcos, que falhou em um dos gols do adversário, sugerir que vai se aposentar no final da temporada.

Com apenas 16 pontos, o Palmeiras está distante da zona de classificação e precisará de quase um milagre para conseguir uma vaga nas semifinais. O Santo André, por sua vez, continua com sua surpreendente campanha e ocupa o segundo lugar, com 27 pontos, um atrás do líder Santos, que joga nesta quinta-feira contra o Paulista.

O Santo André aproveitou a desatenção do Palmeiras para abrir o placar logo aos 9 minutos do primeiro tempo. Na jogada, Bruno César recebeu com liberdade na grande área. Marcos tentou abafar, mas o meia cruzou para a pequena área. Carrasco dos donos da casa, Nunes apareceu entre dois marcadores e mandou a bola para as redes.

Os poucos torcedores que foram ao Palestra Itália começaram a pressionar o time. O Palmeiras ficou nervoso, travou e viu o Santo André deitar e rolar. Aos 30 minutos, Carlinhos arriscou de longe. Marcos falhou ao ir na bola. Rodriguinho aproveitou o rebote e bateu forte para o fundo das redes.

Com 2 a 0, a pressão ficou maior, mas o Palmeiras conseguiu descontar ainda no primeiro tempo. Aos 44 minutos, Eduardo levantou pela direita. Robert pegou o rebote, dominou e bateu no canto direito de Júlio César – foi o sexto gol do atacante na temporada.

Na descida para o intervalo, Marcos mais uma vez desabafou. “Não vi a bola mesmo. Falhei. Mas a torcida pode ficar tranquila que só vai sofrer comigo até o fim do ano”, afirmou o goleiro, que tem contrato com o Palmeiras até o final de 2011.

O técnico Antônio Carlos tentou dar uma sacudida no time no intervalo, e ainda colocou o meia Ivo para tentar dar maior mobilidade. O treinador, porém, não tirou Diego Souza, em dia pouco inspirado. O Santo André agradeceu e fechou o placar aos 18 minutos do segundo tempo, com gol de letra de Rodriguinho após cruzamento de Branquinho.

Diego Souza ainda foi expulso aos 35 minutos da etapa final e saiu sem dar declarações. “O time não vai se abater, nem por causa da pressão da torcida”, garantiu Robert ao final do duelo.

O Palmeiras, agora, terá novos dias turbulentos até o confronto contra o Sertãozinho, neste sábado, também no Palestra Itália. O Santo André enfrentará o Botafogo, em casa, no domingo.

Ficha Técnica:

Palmeiras 1 x 3 Santo André

Palmeiras – Marcos; Eduardo (Ivo), Edinho, Danilo e Armero; Pierre, Souza, Cleiton Xavier (Marquinhos) e Diego Souza (Deyvid Sacconi); Lenny e Robert. Técnico: Antônio Carlos.

Santo André – Júlio César; Rômulo, Cesinha, Toninho e Carlinhos (Ricardo Conceição); Alê, Gil, Branquinho (Ricardo Goulart) e Bruno César; Nunes (Renato Dias) e Rodriguinho. Técnico: Sérgio Soares.

Gols – Nunes, aos 9, Rodriguinho, aos 30, e Robert, aos 44 minutos do primeiro tempo. Rodriguinho, aos 18 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – Eduardo, Edinho, Danilo (Palmeiras); Cesinha, Alê e Nunes (Santo André).

Cartão vermelho – Diego Souza (Palmeiras).

Árbitro – Guilherme Cereta de Lima.

Renda – R$ 109.273,00.

Público – 3.840 pagantes.

Local – Estádio do Palestra Itália, em São Paulo (SP).