O Palmeiras derrotou o Goiás por 3 a 2, na noite deste sábado, na Arena Barueri, pela 32ª rodada do Brasileirão. O jogo marcou a estreia do novo terceiro uniforme palmeirense, que é inspirado nos modelos do rúgbi e tem listras em dois tons de verde. Parece que deu sorte.

Com a vitória em casa, o Palmeiras chegou aos 47 pontos, ainda em 10º lugar. Assim, continua na briga por uma vaga na Libertadores também no Brasileirão – outra frente de batalha é a Copa Sul-Americana. Já o Goiás segue na zona de rebaixamento, com 31 pontos somados.

Enquanto o Palmeiras desfilava seu uniforme novo, o Goiás demorou demais para entrar no gramado da Arena Barueri. Assim, aconteceu uma situação inusitada: o Hino Nacional começou a ser executado com apenas os palmeirenses perfilados em campo, já que o time goiano só apareceu mais tarde.

Quando a bola começou a rolar, o Palmeiras teve que jogar sem dois de seus principais jogadores: o volante Marcos Assunção, suspenso, e o meia Valdivia, que se recupera de contusão na coxa esquerda. Mesmo assim, tomou controle da partida desde os primeiros minutos.

Jogando bem, o Palmeiras não demorou para abrir o placar. Aos 21 minutos, Tinga recebeu a bola na esquerda, deu belo drible em Wellington Saci, invadiu a área, se livrou de outro marcador e bateu forte. A bola ainda desviou no zagueiro Rafael Tolói e entrou no gol.

Mesmo em vantagem, o Palmeiras continuou pressionando. Mas desperdiçou as boas chances que criou, principalmente com o meia Lincoln, escolhido para substituir Valdivia. No segundo tempo, porém, o Goiás acordou, dando grande trabalho para o goleiro Deola.

O Palmeiras, porém, foi mais feliz nas finalizações. Aos 35 minutos, Márcio Araújo recebeu a bola na entrada da área e chutou colocado, fazendo 2 a 0. A reação do Goiás foi imediata: aos 38, Jones diminuiu, dando esperança aos visitantes.

Mas o Palmeiras voltou a abrir boa vantagem aos 41 minutos, com o atacante Dinei, que tinha acabado de entrar no lugar de Kléber. O Goiás ainda diminuiu aos 44, quando Éverton Santos, impedido, marcou. Mas não deu para evitar a vitória palmeirense.

FICHA TÉCNICA:

Palmeiras 3 x 2 Goiás

Palmeiras – Deola; Márcio Araújo, Danilo, Fabrício e Gabriel Silva; Edinho, Pierre, Tinga e Lincoln (Patrik); Luan e Kléber (Dinei). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Goiás – Harlei; Douglas (Carlos Alberto), Rafael Tolói, Ernando e Wellington Saci; Jonílson (Éverton Santos), Amaral, Wellington Monteiro e Bernardo (Jones); Rafael Moura e Felipe. Técnico: Jorginho.

Gols – Tinga, aos 21 minutos do primeiro tempo; Márcio Araújo, aos 35, Jones, aos 38, Dinei, aos 41, e Éverton Santos, aos 44 minutos do segundo tempo.

Árbitro – Djalma José Beltrami (RJ).

Cartões amarelos – Kléber, Luan, Rafael Tolói, Douglas, Jonílson e Amaral.

Renda – R$ 136.815,00.

Público – 5.811 pagantes.

Local – Arena Barueri, em Barueri (SP).