Evitar os erros da partida contra o Botafogo, na rodada passada, é o objetivo do Palmeiras nesta quinta-feira contra o São Bernardo, às 19h30, no estádio do Pacaembu, pela 11.ª rodada do Campeonato Paulista. O fato é que dificilmente o time conseguirá repetir atuação tão ruim, mas voltar a vencer e convencer é fundamental para manter o clima de paz.

O técnico Gilson Kleina acredita que a postura nesta quinta será bem diferente, já que na rodada passada muitos atletas sem ritmo de jogo – como William Matheus e Miguel – tiveram que atuar. “Continuo confiando que temos um elenco qualificado, mas falta para alguns atletas ritmo de jogo e eles sentiram”, admitiu o treinador, que resolveu não fazer testes ou surpresas e escalou um time sem grandes inovações.

Juninho e Wesley, poupados no último jogo, estão de volta. Assim como Alan Kardec, que cumpriu suspensão e volta tendo como grande desafio, manter a cabeça no lugar após a frustração por não ter sido convocado para a seleção brasileira. “Conversei com ele. O Alan é bem centrado e sabe que até pouco tempo ele nem era lembrado no Brasil e hoje é cotado para a seleção, graças ao que ele faz no Palmeiras. Por isso, precisa manter o ritmo porque tem apenas 24 anos e em breve estará na seleção”, afirmou o conselheiro Gilson Kleina.

E para superar o time de melhor defesa do campeonato – o São Bernardo sofreu apenas seis gols – o técnico arma um time bem ofensivo, com Vinícius e Marquinhos Gabriel subindo pelas pontas e Alan Kardec centrado. Gilson Kleina tem muita preocupação com a forte marcação da equipe do ABC, em especial da dupla de zaga formada por Fernando Lombardi e Luciano Castán.

Por isso, o treinador já avisou que pretende levar a campo um time com muito mais movimentação, principalmente do meio para frente, e Marquinhos Gabriel será fundamental, pois vai atuar no ataque, mas terá que recuar para buscar jogo. Desfalques certos são Wellington, Victorino, Josimar, Diogo e Leandro, todos se recuperando de lesão, e França e Bruno César, suspensos.