À procura de uma casa desde que decidiu não mandar mais seus jogos no Canindé, o Palmeiras comunicou nesta quarta-feira que optou pelo Pacaembu como palco do jogo em que receberá o Vasco, no próximo dia 16 (quarta-feira), às 21h50, em jogo válido pela 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Duas rodadas antes, no próximo domingo, a casa palmeirense será a Arena Barueri, onde o clube irá mandar o confronto contra o Coritiba, às 19h.

Desde que o Palestra Itália foi fechado e demolido para dar lugar à futura Arena Palestra, o Palmeiras passou a mandar a maior parte dos seus jogos no Canindé. Um confronto de sua torcida com a da Portuguesa, após a derrota para o Figueirense, na 31.ª rodada do Brasileiro, porém, fez a diretoria alviverde mudar de planos e abrir mão de usar o estádio lusitano na zona norte de São Paulo. Até porque, com a Portuguesa de volta à Série A, seria mais difícil dividir o estádio em 2012.

A primeira opção do Palmeiras, assim, acabou sendo pela Arena Barueri, onde o clube optou por mandar o seu jogo contra o Coritiba. Para pegar o Vasco, porém, a opção será testar mais uma vez o Pacaembu. Entre os principais motivos da mudança, a alta expectativa de público, já que o jogo pode ser decisivo para decidir o campeão brasileiro e as torcidas de Vasco e Palmeiras são historicamente alinhadas.

Até o fim do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras só fará mais um outro jogo como mandante: contra o São Paulo, na penúltima rodada. A tendência, porém, é que a partida seja mais uma vez levada ao interior do Estado. Já na última rodada, o time alviverde volta ao Pacaembu, mas como visitante, para pegar o Corinthians.

Enquanto procura uma nova casa provisória, o Palmeiras vai vendo avançarem as obras da sua própria casa. Nesta terça-feira, foram montados os três primeiros pilares da Arena Palestra, de um total de 400, que irão suportar vigas, lajes e os anéis das cadeiras.

“O sistema de construção da Arena é inteligente e não linear. Apesar de ainda haver trabalhos de demolição, terraplenagem e de fundações a serem realizados em algumas áreas, é possível iniciar a instalação dos pilares em outros pontos, onde as fundações já estão prontas. Com a instalação dos primeiros pilares, em pouco tempo, quem passar pela Rua Turiassu já poderá ver a estrutura da Arena tomando forma”, diz Rogério Dezembro, diretor de novos negócios da WTorre, construtora responsável pela obra.