Irritado com a nova derrota para do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, o goleiro Fernando Prass deixou o gramado falando grosso neste domingo. Mesmo com o bom futebol apresentado pela equipe no segundo tempo, não haveria “nada de positivo” para se tirar da derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro, no Mineirão.

“Não fica nada de positivo em uma derrota assim”, disse Fernando Prass. “Não podemos nos conformar. Não tem esse discurso que perdeu na hora certa”, afirmou o jogador. “Tem de voltar a vencer senão vai distanciar do pessoal lá de cima. Começamos pior, melhoramos, mas perdemos no detalhe”.

E o goleiro não foi o único insatisfeito com o derrota para o Cruzeiro. Mesmo o autor do gol palmeirense, o argentino Cristaldo, não pareceu feliz após o apito final. Seu gol foi apenas 19 segundos depois de ter entrado em campo. “Foi um gol muito rápido, mas infelizmente não serviu para nada, só para a história”.

EXPLICAÇÃO – Com a função de tentar justificar a nova derrota no Brasileirão, o técnico Marcelo Oliveira reconheceu que a atuação no primeiro tempo foi abaixo da média do que o time vinha exibindo nas últimas rodadas. Na visão do treinador, os erros apresentados pelo Palmeiras se devem à montagem do time durante o torneio.

“Lamentamos muito porque era a chance de virarmos terceiro colocado. O Brasileiro é difícil para todo mundo. Estamos acertando o time em algumas funções com o campeonato em andamento. Essa estabilidade que a gente busca eventualmente vai acontecer”, disse Marcelo Oliveira. “Pesou muito a derrota em casa (na 16.ª rodada, para o Atlético Paranaense)”, justificou.

Na próxima rodada, o Palmeiras ainda permanecerá longe de casa. O adversário será o lanterna da competição, o Coritiba, nesta quarta-feira, às 19h30, em Curitiba.