O Palmeiras foi punido pela segunda vez na atual temporada com a perda de quatro mandos de campo pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). Desta vez, o clube foi penalizado em virtude dos incidentes provocados por sua torcida no duelo contra o Botafogo, no último dia 4, em Araraquara, pelo Campeonato Brasileiro.

Na oportunidade, alguns torcedores agrediram quatro policiais e jogaram uma bomba em direção à Polícia Militar. O fato foi relatado pelo árbitro goiano Elmo Alves Resende Cunha.

O clube terá que cumprir a punição na próxima temporada, quando disputará a Série B do Campeonato Brasileiro. O Palmeiras foi rebaixado com duas rodadas de antecedência ao empatar com o Flamengo e ver Portuguesa e Bahia pontuarem na rodada.

O técnico Gilson Kleina, do Palmeiras, durante partida realizada no estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara, interior de São Paulo Além da punição de quatro mandos de campo, o Palmeiras foi multado em R$ 30 mil.

O clube corria o risco de perder até 20 mandos de campo e receber multa de até R$ 100 mil.

O Palmeiras já tinha sido punido com a perda de quatro mandos de campo em virtude dos incidentes de sua torcida no clássico contra o Corinthians. Na oportunidade, os torcedores palmeirenses arremessaram encostos de cadeira no gramado do estádio do Pacaembu no final da partida.

Com isso, o clube jogou três vezes em Araraquara e uma em Presidente Prudente. A equipe perdeu para Coritiba e Fluminense, empatou com o Botafogo e venceu apenas o Cruzeiro.