Depois de três rodadas sem vencer, o Palmeiras encontra um cenário ideal para se recuperar na partida deste sábado, às 21 horas, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro: uma arena cheia (até esta sexta-feira já haviam sido vendidos mais de 17 mil ingressos), um adversário bem abaixo na tabela de classificação – o Figueirense é o primeiro time fora da zona de rebaixamento – e o retorno de vários titulares (Lucas, Robinho e Gabriel Jesus).

Mesmo com tudo a favor, o técnico Marcelo Oliveira quer evitar surpresas. Depois de sofrer sete gols de bola parada nos últimos 11 jogos, o técnico mudou a programação e trocou os exercícios regenerativos que estavam previstos para esta sexta-feira por um treinamento forte no gramado para corrigir as falhas. O treinador foi bastante ativo e cobrou posicionamento e atitude.

A defesa foi o setor mais cobrado. Neste sábado a zaga será formada por Jackson e Vitor Hugo – Leandro Almeida foi expulso no último jogo. Egídio voltará a atuar na lateral esquerda. “O Vitor Hugo tem jogado muito bem, mas o companheiro ainda está sendo testado. Nesta altura do ano já deveríamos ter um time formado. No jogo de amanhã (sábado) devem jogar Jackson e Vitor Hugo”, afirmou o treinador.

Os problemas, no entanto, não se resumem à defesa. “É um elenco de boa qualidade. O problema é que não temos um time ainda. Estamos formando o time durante a competição e a dificuldade aumenta com as lesões e a ausência de jogadores”.

A equipe tem desfalques importantes. Arouca, ainda com desgaste físico, foi poupado para o jogo contra o Fluminense, na quarta-feira, no Rio. Dudu cumpre suspensão de mais quatro jogos. Cleiton Xavier, que poderia ser uma opção de criatividade, sofreu nova lesão, agora na panturrilha, e precisará de mais tempo para se recuperar.

Neste contexto, Allione, Kelvin e Rafael Marques disputam uma chance no meio, com destaque para o argentino. “Nosso time tem experiência e pode recuperar o lugar no G4 e brigar pelo título”, disse Rafael Marques. Embora o adversário lute para não cair, Robinho não espera facilidades em casa. “O time deles é esperto. Eles nos venceram no primeiro turno e recentemente eliminaram o Atlético Mineiro da Copa do Brasil”, afirmou.