São Paulo – O Palmeiras enfrenta o Cerro Porteño, hoje, às 21h15, no Palestra Itália, com dois objetivos na cabeça. O primeiro é a classificação para a próxima fase da Copa Libertadores – o que será possível com um empate. O segundo é a liderança do grupo 4 – para isso, o time do técnico Bonamigo terá de tirar uma desvantagem de três gols no saldo (6 a 3) em relação ao próprio clube paraguaio, o que significa vencer por uma diferença de dois gols.

A maior preocupação de Bonamigo é com a euforia que tomou conta da torcida. O treinador conta com o apoio das arquibancadas, mas teme que o excesso de confiança possa contaminar a equipe.

Bonamigo fez questão de ressaltar que o mais importante é a classificação. "O empate é uma boa reserva de segurança. Isso não quer dizer que o Palmeiras jogará pelo empate. Vamos jogar pela classificação, que é o nosso primeiro objetivo", explicou.

Como não estão inscritos, os reforços recém-contratados, Marcinho, Washington e Juninho Paulista, não poderão defender o Palmeiras nestal quinta-feira. Assim, Cristian será o meia de ligação com o ataque, que terá Osmar e Ricardinho. E a defesa com os três zagueiros terá Nen, Gabriel e Gláuber.