Foi sofrido e suado, tanto pelo calor quanto pelo empenho e a aplicação do adversário. Depois de liderar o placar com dois gols de vantagem, o Palmeiras sofreu o empate, mas acabou vencendo o Bragantino por 3 a 2, no Estádio Nabi Abi Chedi, em Bragança Paulista, neste domingo, pela sétima rodada do Paulistão.

Com o resultado, o Palmeiras chegou a 12 pontos e assumiu a quarta colocação da competição. Já o Bragantino segue com oito pontos, no meio da tabela.

Se o Palmeiras não passa por uma grande fase, dois jogadores novamente se destacaram. Logo aos sete minutos, Diego Souza deu grande passe para Cleiton Xavier, que tocou por cima do goleiro Gilvan e marcou bonito gol.

O bom início deu a impressão de que o Palmeiras teria vida fácil, mas não foi bem assim. E o Bragantino começou a dar sufoco no time de Muricy Ramalho.

Além de mandar uma bola na trave, desviada pelo zagueiro Danilo, o time do Bragantino ainda teve dois gols anulados. O primeiro em uma cobrança de escanteio desviada por Maurício – o árbitro Cléber Wellington Abade marcou falta de Marcelo Godri na disputa do lance na primeira trave. No segundo, o árbitro anulou gol de Frontini, alegando impedimento de Da Silva.

“Tivemos dois gols anulados, um legal e outro não, em um pênalti não marcado a nosso favor. Assim fica difícil”, reclamou o atacante Frontini ainda no intervalo.

Mas assim como aconteceu no primeiro tempo, o Palmeiras aproveitou o início da segunda etapa para marcar novamente. Aos 6, Wendel cruzou da esquerda e o goleiro Gilvan soltou nos pés de Robert, que só completou para o gol aberto.

Mais uma vez, o Bragantino mostrou que não se intimidaria. E a pressão dessa vez rendeu frutos aos 13, quando Diego Macedo bateu falta no contrapé do goleiro Marcos.

A equipe mandante cresceu após marcar o primeiro gol e passou a criar boas oportunidades. Aos 34, em bobeada da defesa palmeirense na saída de jogo, Juninho Quixada roubou a bola, invadiu a área e bateu. Marcos ainda fez a defesa, mas no rebote o jogador chutou novamente para marcar.

Mas apesar do desgaste físico, o Palmeiras tinha a categoria de Cleiton Xavier e o oportunismo de Lenny, que entrou no segundo tempo após passar longo tempo se recuperando de lesão. Em cruzamento do meia pelo lado direito, o atacante desviou de pé direito no canto de Gilvan. Assim, garantiu a vitória do time de Muricy Ramalho.

Na próxima rodada, o Palmeiras encara o Botafogo, em Ribeirão Preto, no sábado de Carnaval. No mesmo dia, o Bragantino enfrenta o Paulista, em Jundiaí.

Ficha Técnica

Bragantino 2 x 3 Palmeiras

Bragantino – Gilvan; Luiz Antônio, Da Silva, Mauricio e Diego Macedo; Marcelo Godri, Paulinho (Ulisses), Lúcio e Esquerdinha; Frontini (Juninho Quixada) e Rodriguinho (Danilo Gomes). Técnico: Marcelo Veiga.

Palmeiras – Marcos; Figueroa, Edinho, Danilo e Wendel; Pierre, Márcio Araújo, Deyvid Sacconi (William) e Cleiton Xavier; Diego Souza e Robert (Lenny). Técnico: Muricy Ramalho

Gols – Cleiton Xavier, aos 7 minutos do primeiro tempo; Robert, aos 6, Diego Macedo, aos 13, Juninho Quixada, aos 34, e Lenny, aos 37 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – Edinho, Wendel, Figueroa, Ulisses, Da Silva, Lúcio.

Árbitro – Cleber Wellington Abade.

Renda e público – não disponíveis.

Estádio – Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).