O Atlético deixa para trás a derrota por 2 x 1 para o Sampaio Corrêa, pela Copa do Brasil, para voltar a se concentrar no returno do Campeonato Paranaense. Sábado, o time enfrenta o Rio Branco, na Vila Capanema.

Mesmo com erros a serem corrigidos, e uma derrota que pode servir de alerta para que o elenco não sofra novo apagão como na quarta-feira, a expectativa é retomar o ritmo que levou o Furacão a ser campeão do 1.º turno. “Agora é trabalhar, esfriar a cabeça e no final de semana voltar a jogar pelo Estadual”, disse o meio-campo Marcinho.

Manoel também não quer saber de ficar remoendo o resultado negativo trazido do Maranhão e reafirma que o foco deve estar no Paranaense. “Agora é pensar no Estadual. Quando vier o próximo jogo, temos que estar mais preparados para reverter o resultado”, disse o zagueiro, referindo-se à partida de volta da Copa do Brasil, na próxima quinta-feira. Esta será a primeira vez no ano que o Furacão terá de dividir as atenções entre duas competições.

Para o técnico Juan Ramon Carrasco, o Furacão precisa manter a mesma postura, seja na derrota ou na vitória, para superar as duas competições. O que está fora de cogitação, segundo o treinador, é deixar-se abalar após um tropeço. De acordo com ele, partidas como a contra o Sampaio Corrêa servem de aprendizado. “Estes jogos são muitos importantes para ir mentalizando que hoje em dia todos os jogos são difíceis. O importante é que o time não abaixou a cabeça. Não conseguimos empatar, mas podemos conseguir o resultado na volta”, relembrou Carrasco.