O Fluminense enfrenta o Vasco neste domingo, às 16 horas, no Engenhão, pela decisão da Taça Guanabara. Se vencer, além da celebração natural pela conquista do título, a equipe comemorará também uma maior tranquilidade no segundo turno, já que também está em meio à disputa da Libertadores e teria a classificação para a decisão do Campeonato Carioca.

“O título é importante, primeiro, pelo que vale. O segundo ponto positivo é ter mais margem no segundo turno, principalmente estando na Libertadores. Dará mais opção para o Abel gerir o grupo”, declarou o meia Deco, após o treinamento deste sábado.

Caso o time de Laranjeiras vença o rival neste domingo também será a queda de um tabu. Há 19 anos o clube não conquista o título da Taça Guanabara. No entanto, de acordo com Deco, esta marca não incomoda os jogadores.

“A gente não pensa no jejum. A torcida e a imprensa sim, mas a gente não, porque quando o jogo começa só pensamos na partida. Claro, queremos ganhar o título, mas não por conta de estarmos a alguns anos sem vencer”, afirmou.

O técnico Abel Braga comandou atividade no Fluminense neste sábado e, preocupado com a possibilidade de empate, pediu que os jogadores praticassem cobranças de pênaltis. Ele deve levar a equipe a campo neste domingo com: Diego Cavalieri; Bruno, Leandro Euzébio, Anderson e Carlinhos; Jean, Diguinho, Deco, Thiago Neves e Wellington Nem; Fred.