Arquivo
Lio Evaristo, do Londrina, garimpa os novos atletas pra 2007.

O Londrina está de olho no futuro. E torce para que ele esteja muito próximo. Mais precisamente à partir de janeiro, quando começa a 38.ª Copa São Paulo de Futebol Júnior, onde 88 times brigam pelo título do principal torneio da categoria no País. ?Essa será uma das fontes de trabalho. O Londrina está adotando uma nova filosofia, buscando novos talentos para o futebol?, diz Lio Evaristo, treinador da equipe principal e que sabe muito bem garimpar futuros craques. Lio dirigiu as equipes de base do PSTC – por onde começaram Reginaldo Vital, Kléberson, Fernandinho e Dagoberto entre outros jovens jogadores, depois o Atlético e recentemente o J. Malucelli.

Descansando uns dias em Curitiba, o treinador do Tubarão disse que continua ?vendo algumas peças (jogadores) dos estados vizinhos?, com um pouco de mais idade a fim de reforçar o clube para o Paranaense de 2007. ?Estamos aguardando também as conversas do Peter (Silva, presidente do Londrina), com outros clubes. Mas a filosofia é termos atletas até 23 anos, que queiram se destacar no futebol nacional?, disse o treinador.

Na realidade, o Londrina tenta driblar os graves problemas financeiros para ter uma boa equipe no próximo ano.?Sabemos que enfrentaremos times mais estruturados, como os da capital, e mesmo alguns do interior, como a Adap, que se fundiu com o Galo Maringá, e até o Rio Branco, que sempre busca ser competitivo. Mas temos também os nossos objetivos?, sinalizando por exemplo uma boa colocação no Estadual para voltar a disputar a Série C do Brasileiro.