Depois de conquistar a medalha de ouro e bater o seu próprio recorde mundial nos 100 metros rasos, neste domingo, no Mundial de Atletismo de Berlim, Usain Bolt admitiu que estava pronto para atingir a incrível marca de 9s58 – o antigo tempo era de 9s69.

“Eu definitivamente estava pronto para conseguir o recorde mundial e o consegui”, comemorou Bolt, baixando sua marca exatamente um ano depois de fazer os 9s69 na Olimpíada de Pequim. “Não pensava em correr nesse tempo, mas, para mim, tudo é possível.”

Segundo Bolt, o segredo de sua performance neste domingo, no Estádio Olímpico de Berlim, foi a largada. “Tive uma largada muito boa”, afirmou o jamaicano, que desbancou seus principais rivais: o norte-americano Tyson Gay e o também jamaicano Asafa Powell.

Apesar da comemoração, Bolt lembrou que ainda quer fazer muito mais no Mundial de Berlim, onde também disputará a prova dos 200 metros e formará a equipe jamaicana no revezamento 4×100 metros. “O show deve continuar”, avisou o homem mais rápido do mundo.