O técnico Roberto Fonseca conseguiu incutir na cabeça de todos que o jogo de ontem era decisivo. Durante toda a partida foi possível ver os jogadores vibrando intensamente diante de uma boa jogada ou até mesmo com um desarme bem executado. Assim que o árbitro encerrou a partida, o grupo paranista foi comemorar a vitória com a torcida.

Quebrando o protocolo, até mesmo a oração pós-jogo foi realizada ali mesmo, no gramado do Heriberto Hülse. “Eles fizeram a diferença. Jogaram junto com a gente”, reconheceu o técnico Roberto Fonseca, sobre a torcida. “Lá na Vila Capanema precisamos dessa mesma energia. A torcida do Criciúma, por exemplo, estava em maior número, mas não ajudou o seu time”, destacou. Para Fonseca, o Tricolor só não foi perfeito porque deixou de explorar melhor as chances de contragolpe. “Taticamente, a equipe foi muito bem. Esses detalhes, a gente corrige. O importante é sabermos que dá pra corrigir”, frisou.

A vitória de ontem garantiu, pela primeira vez, uma gordura extra para a sequência da competição. “No futebol, essa gordurinha faz bem. Sabemos que é difícil manter um rendimento total em casa e, com esses pontos fora, você equilibra a balança”, ponderou. “Mas, é claro, espero que essa nossa invencibilidade na Vila Capanema dure um bom tempo”, completou.