Depois de ser derrotado pela Argentina, o técnico belga Marc Wilmots afirmou não ter se impressionado com a seleção sul-americana. “Tivemos chances, mas não ficamos impressionados com os argentinos. Foi uma equipe como outra qualquer. O mundo viu que a Bélgica tem um time excelente e que podemos nos orgulhar. Os argentinos sofreram e se marcássemos o gol de empate, eles iam acabar. Às vezes sentimos que fomos vencidos por alguém mais forte, mas não acho que esse seja o caso”, afirmou o técnico após o jogo, em entrevista coletiva no estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, neste sábado.

Para o treinador, a experiência do time jogador acabou sendo decisiva para o jogo – o time belga tem um menores faixas de idade da Copa do Mundo. “Não nos arrependemos de nada. A Bélgica tem perspectiva para o futuro”.

Ex-jogador da seleção da Bélgica – jogou nos Mundiais de 1982 e 1986 -, Wilmots afirmou que vários jogadores choraram após a eliminação. “Alguns choraram no vestiário, foi um momento emocionante. São apaixonados pelo trabalho”, afirmou o treinador.