O Paraná Clube já acionou seu departamento jurídico e não vai aceitar passivamente o pronunciamento da Confederação Brasileira de Futebol sobre as condições do atacante Val Baiano, que estreou no Santos no último fim de semana, quando o Peixe venceu por 2×1. A entidade garantiu que o jogador estava com o registro regularizado e seu nome constava do Boletim Informativo Diário do dia 31 de julho, como estabelece o regulamento do Brasileirão. Há porém, divergências criadas pela própria CBF na questão do prazo limite para a inscrição dos atletas.

O Tricolor estuda a possibilidade de pleitear os pontos da partida com base na circular número 15/2003, expedida no último dia 4 de julho. No texto da circular, fica especificado que “a documentação original e completa – rescisão com clubes de outras federações, por exemplo – dos atletas deverá estar protocolada na CBF até às 19h do dia 28 de julho para a Série A”. O regulamento até cita que a data limite seria 31 de julho, mas há todo um processo burocrátido desde a apresentação da documentação até que o nome do atleta seja publicado no BID.

“Só sei que nós cumprimos a lei, respeitamos o prazo da circular e nosso último reforço, o zagueiro Fábio Braz, foi registrado antes do dia 28 de julho”, comentou o superintendente de futebol Ricardo Machado Lima. Segundo informações colhidas pelo departamento jurídico do Paraná, a transferência de Val Baiano do Iraty para o Santos deixou a Federação Paranaense de Futebol no dia 30 de julho.

O Paraná também está juntando provas para evitar a perda de mandos de campo no julgamento da próxima quarta-feira. O clube pode ficar impedido de jogar em Curitiba por até três jogos, devido a objetos e “um pedaço de concreto” supostamente atirados contra o árbitro Fabiano Gonçalves no jogo entre Paraná e Criciúma, no Pinheirão.

Valentim liberado para jogar

Valentim poderá reforçar o Paraná Clube no jogo deste domingo, às 16 horas, no Couto Pereira, frente ao Guarani. O lateral-direito foi liberado pelo departamento médico e já treinou com bola ontem à tarde. Cauteloso, o técnico Edu Marangon vai esperar o apronto de hoje à tarde para confirmar o retorno do ala, que já não enfrentou o Santos devido à dores na panturrilha esquerda.

O novo técnico paranista deixou clara sua preferência por escalar jogadores específicos da posição, sem improvisações. “Só que o Valentim ficou vários dias parado. Vamos esperar a sua reação a estes treinos”, avisou. Caso Valentim não esteja em plenas condições, a saída será o deslocamento do volante Goiano para este setor. A presença de um especialista na lateral garantiria, em teoria, um maior volume ofensivo por este lado do campo. A equipe-base teria apenas uma mudança, com Flávio Guilherme entrando no ataque, em substituição a Renaldo.

Edu Marangon enfatizou, nos treinamentos de ontem, o correto posicionamento defensivo do time e trabalhou jogadas ensaiadas em cobranças de faltas e escanteios. Apesar das muitas indefinições do adversário, ele acredita que o Guarani optará por um esquema bem defensivo, explorando contragolpes.