Foto: Irapitan Costa

Novo reforço seguiu direto pra Joinville e já começou a trabalhar com o grupo.

O Paraná Clube apresentou ontem o seu segundo reforço para a disputa da Série B. O atacante Marcelinho, ex-Botafogo e Náutico, chegou no início da tarde a Joinville, local da intertemporada do clube, e já começou a trabalhar. Aos 29 anos, garante que estará pronto para estrear na próxima sexta-feira, quando o Tricolor inicia a sua caminhada na Segundona, frente ao Avaí, jogando no Durival Britto, às 20h30.

?Vai ser minha primeira experiência na Série B. Dizem que é diferente, mas só posso opinar após disputar alguns jogos?, comentou Marcelinho. O jogador defendeu o Botafogo nas temporadas 2005/06 e no ano passado esteve no Náutico. Marcelinho está retornando ao Brasil, após uma rápida passagem pelo futebol português. ?Na verdade, disputei só quatro jogos por lá?, revelou o atleta, que estava no União Leiria.

Marcelinho ainda tem seu vínculo junto à Cabofriense-RJ e vem por empréstimo até o fim da Série B. ?Sei que o Paraná é um clube organizado, que deu azar no ano passado. Mas, tenho certeza que esse grupo vai dar a volta por cima?, disse o atacante, que conhece pelo menos dois jogadores do atual elenco: Felipe Alves, do Rio de Janeiro, e Cristian, com quem atuou em 2007, no Náutico. ?Isso é bom, porque facilita o entrosamento com o grupo?, afirmou.

Na missão de retorno à elite nacional, o Paraná traçou como perfil a contratação de jogadores ?raçudos?. E Marcelinho garante que não vai decepcionar. ?Jogador é pago para jogar. Então, você tem que dar o máximo sempre. Vibrar com os companheiros dentro de campo, na busca por vitórias?, afirmou o atacante. Com a semana intensa de treinos, Marcelinho acredita que atingirá um condicionamento físico suficiente para ficar à disposição da comissão técnica para o jogo frente ao Avaí.

?Há um mês, estava treinando por conta, no Rio de Janeiro. Mas, sou um jogador que não perco condicionamento com facilidade e não tenho tendência a engordar?, explicou. ?Assim, é só pegar um pouco de ritmo para poder estrear, se o Bonamigo assim quiser?, encerrou o novo atacante paranista.