Psicólogo Gilberto Gaetner foi o
“treinador” ontem e deixou Campos emocinado.

Itu, SP

– O último componente da preparação do Paraná Clube foi aplicado na tarde de ontem. Após uma semana dedicada exclusivamente aos treinamentos técnicos e táticos, o grupo se reuniu para uma palestra com o psicólogo Gilberto Gaertner. No fechamento da sessão, o grupo foi reunido no centro do gramado – com os integrantes da comissão técnica, dirigentes e repórteres – para uma corrente positiva e de união. Em meio discursos emocionados, as palavras que mais ecoaram foram “vitória” e “espírito de grupo”.

Com os 23 jogadores reunidos no centro do campo 2 do Itu Trainning Center, o técnico Paulo Campos fez uma rápida apresentação dos atletas ao presidente José Carlos de Miranda. O dirigente, que chegou a Itu na véspera, disse que o que mais lhe impressionou foi a “felicidade” estampada no rosto de cada jogador. “É esse sentimento que eu espero seja o nosso norte ao longo de todo o campeonato brasileiro”, destacou Miranda. Gaertner, então, falou da necessidade desta união durante a longa competição que se inicia na próxima semana.

“Isso deve estar presente nos bons e maus momentos, nas vitórias e nas derrotas”, afirmou. O psicólogo destacou ainda a importância de uma total confiança nas orientações do comandante paranista. Fez referência a Paulo Campos usando um termo das artes marciais. “Ele é o shi-han. Algo como bússula. É aquele que irá mostrar o caminho a ser seguido”, resumiu. Na condição de “capitão”, o meia Jean Carlo falou que com tudo o que foi feito até agora, o único objetivo é o de vitórias. Visivelmente emocionado – e com a voz embargada – Paulo Campos agradeceu o empenho de todos na intertemporada.

“O que fizemos até aqui não foi uma lua-de-mel e sim o início de um trabalho que vai perdurar”, ressaltou. Para o treinador, o grupo só pode esperar uma campanha vitoriosa. “Não tenho dúvidas disso. Pois nestes dias, o que recebi foram somente demonstrações da qualidade e do caráter deste grupo”. O treinador sabe que novos reforços irão chegar, mas avisou que a porta só estará aberta àqueles que tenham o mesmo sentido profissional dos jogadores que estão trabalhando em Itu.

Após respirar fundo e controlar a emoção, Campos encerrou dizendo que a torcida irá se orgulhar e o presidente não irá se decepcionar pela oportunidade dada a ele e ao elenco de jogadores. Agradeceu ainda aos jogadores mais experientes como Jean Carlo, Carlinhos, Flávio e Axel, pelo empenho e pela confiança no trabalho executado. “Eles treinaram como garotos. Isso prova o que será esse time no Brasileiro. Uma equipe de garra, de aplicação e de muita, mas muita união.”

Mais reforços a caminho

Itu

– Os contatos continuam. O Tricolor pretende anunciar nos próximos dias mais cinco contratações para a disputa do Brasileirão. O diretor de futebol Durval Lara Ribeiro tem percorrido diariamente a estrada entre Itu e São Paulo, negociando ajustes e tentando trazer as últimas peças para o grupo. O Paraná terá, pelas projeções de seu dirigente, mais um zagueiro, dois meias e dois atacantes.

Vavá Ribeiro evita citar nomes, mas a contratação de Wellington Paulista, do Juventus, será concluída na tarde de hoje. As bases salariais já estão acertadas, faltando apenas a liberação do clube paulista. Em situação similar está o meia Aílton, um dos destaques do Paulista de Jundiaí. O Paraná já acertou com o jogador e seu procurador, mas depende da liberação do São Paulo, clube que detém os direitos federativos do atleta.

A notícia de que Canindé já é jogador do Paraná gerou alguns problemas para os dirigentes tricolores. Sérgio Malucelli, empresário responsável pelas contratações do Tricolor, nega que tenha definido o negócio. O próprio Iko Martins, que detém os direitos federativos do meia, nega que a transação esteja fechada. Disse apenas que tudo está muito bem encaminhado. Mas, como Canindé está envolvido com a final do Paulistão, a negociação só se tornará oficial na próxima segunda-feira.

O Paraná também retomou negociações com o Atlético Sorocaba e tenta contratar o atacante Luciano Henrique. “Só posso garantir que teremos um elenco de nível, até superior ao do ano passado. Agora, temos participação em todos os jogadores e, assim, o clube estará coberto caso eles venham a ser negociados futuramente”, resumiu Ribeiro. O último reforço pretendido é um zagueiro, mas nenhum nome surgiu até o momento.

Ingressos estarão à venda já amanhã

Itu

– A diretoria do Paraná Clube espera “casa cheia” na estréia do time no Brasileirão. Os ingressos para o jogo frente ao Santos – dia 21, às 21h45, no Pinheirão – começam a ser vendidos amanhã, em todas as sedes do clube. Os preços são os mesmos do ano passado: R$ 15,00 (em todos os setores do estádio) e R$ 7,50 (mulheres, menores e estudantes). Estes valores, porém, são válidos somente para a compra antecipada, até a próxima terça-feira – até 18h – na Capanema, Kennedy, Tarumã e Boqueirão.

No dia do jogo, os preços serão R$ 20,00 e R$ 10,00, respectivamente. A estratégia visa induzir o torcedor a adquirir seu ingresso antecipadamente, evitando filas e “correria” nas bilheterias do Pinheirão. Paralelamente a isso, o Tricolor também continua negociado os carnês para todos os jogos da equipe no campeonato. Para acompanhar os 23 jogos que o Paraná disputa, na condição de mandante, o torcedor desembolsa R$ 230,00. Sócios, mulheres, menores e estudantes pagam apenas R$ 165,00. Sob o slogan “Pague 15 e Leve 23”, a diretoria espera assegurar uma significativa receita antecipada.

“O apoio do nosso torcedor será decisivo. Temos o ingresso mais barato de Curitiba e, além disso, estamos montando um grupo muito competitivo”, comentou o diretor de futebol Paulo Welter. Comprando o “pacote”, o torcedor paga somente R$ 10,00 por jogo e a promoção se encerra nos próximos dias.